Jonas Furtado
Uma gaveta de escritos em rede
Capa Meu Diário Textos Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links
Textos
Sonho vivido
Muito do poeta que sou
Veio do jardim de infância
Anos 70 e a ditadura perdurava

Muito do sonhador que sou
Veio do carinho sorridente
Da professora que desenhava meus sonhos

Muito da criança que sou
Veio dos brinquedos do pátio
E de seu olhar quase terno, materno

Muito da pessoa que sou
Veio da insistência dela
_Ele faltou hoje, mas trouxe aqui os docinhos da nossa festa.

Muito de tudo que sou
Veio de suas lições incluídas
No amor que soube abraçar

Não escreveu nenhum livro
Mas lançou todo um divino olhar
Para o discente que com saudade está

E sim. Muito do poeta que sou
Veio do exemplo encantador
Do muito da poeta que ela era.

HOMENAGEM À PROFESSORA SÔNIA
Um anjo que foi morar com Deus
Jonas Furtado
Enviado por Jonas Furtado em 02/05/2020
Comentários
Capa Meu Diário Textos Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato Links